domingo, janeiro 30, 2005

Slow Europe

Há um grande movimento na Europa hoje, chamado SlowFood.
A Slow Food International Association - cujo símbolo é um caracol, tem sua base na Itália (o site, é muito interessante. Veja-o). O que o movimento SlowFood prega, é que as pessoas devem comer e beber devagar, saboreando os alimentos, "curtindo" seu preparo, no convívio com a família, com amigos, sem pressa e com qualidade. A ideia é a de se contrapor ao espírito do Fast Food e o que ele representa como estilo de vida. A surpresa, porém, é que esse movimento do Slow Food está servindo de base para um movimento mais amplo chamado Slow Europe, como salientou a revista Business Week na sua edição europeia. A base de tudo está no questionamento da "pressa" e da "loucura" gerada pela globalização, pelo apelo à "quantidade do ter" em contraposição à qualidade de vida ou à "qualidade do ser". Segundo a Business Week, os trabalhadores franceses, embora trabalhem menos horas, (35 horas por semana) são mais produtivos que seus colegas americanos ou ingleses. E os alemães, que em muitas empresas instituíram uma semana de 28,8 horas de trabalho, viram sua produtividade crescer nada menos que 20%. Essa chamada "slow attitude" está chamando a atenção até dos americanos, apologistas do "Fast"(rápido) e do "Do it Now" (faça já). Portanto, essa "atitude sem-pressa", não significa fazer menos, nem menor produtividade. Significa, sim, fazer as coisas e trabalhar com mais "qualidade" e "produtividade" com maior perfeição, atenção aos detalhes e com menos "stress". Significa retomar os valores da família, dos amigos, do tempo livre, do lazer, das pequenas comunidades, do "local", presente e concreto em contraposição ao "global" - indefinido e anónimo. Significa a retomada dos valores essenciais ao ser humano, dos pequenos prazeres do quotidiano, da simplicidade de viver e conviver. Significa um ambiente de trabalho menos coercitivo, mais alegre, mais "leve" e, portanto, mais produtivo onde seres humanos, felizes, fazem com prazer, o que sabem fazer de melhor.
Hoje, gostaria que você pensasse um pouco sobre isso. Será que os velhos ditados "Devagar se vai ao longe" ou ainda "A pressa é inimiga da perfeição" não merecem novamente nossa atenção nestes tempos de desenfreada loucura? Será que nossas empresas não deveriam também pensar em programas sérios de "qualidade sem-pressa" até para aumentar a produtividade e qualidade de nossos produtos e serviços sem a necessária perda da "qualidade do ser"?
No filme "Perfume de Mulher", há uma cena inesquecível, em que um personagem cego, vivido por Al Pacino, tira uma moça para dançar e ela responde: "Não posso, porque meu noivo vai chegar em poucos minutos..." "Mas, é num momento se vive uma vida" - responde ele, conduzindo-a num passo de anjo. E esta pequena cena é o momento mais bonito do filme. Algumas pessoas vivem correndo atrás do tempo, mas parece que só o alcançam quando morrem enfartados, ou algo assim. Para outros, o tempo demora a passar; ficam ansiosos com o futuro e se esquecem de viver o presente, que é o único tempo que existe. Tempo todo mundo tem, por igual. Ninguém tem mais nem menos que 24 horas por dia. A diferença é o que cada um faz do seu tempo. Precisamos saber aproveitar cada momento, porque, como disse John Lennon... "A vida é aquilo que acontece enquanto fazemos planos para o futuro".
Parabéns por ter lido até o final . Muitos não irão ler esta mensagem até o final, porque não podem "perder" o seu tempo neste mundo globalizado... pense e reflita , até que ponto vale a pena deixar de apreciar a sua familia... de ficar com a pessoa amada, de ir buscar os filhos à escola, ou simplesmente, ir pescar no fim de semana ...
Poderá ser tarde de mais...

Nota: Este artigo foi-me enviado pelo Fausto, um amigo italiano, não consegui verificar a edição da BusinessWeek, que o artigo menciona, porém, acredito piamente no que ele me diz.

7 Comments:

Blogger tounalua Diz...

Um dos grandes motores do meu "mau feitio" é precisamente a gestão do meu tempo. Recuso-me a fazer muitas coisas, mal feitas e num curto espaço de tempo. Quero ser eu a decidir as minhas prioridades e se hoje decido que preciso de trabalhar num qualquer projecto prefiro adiar o tempo com um amigo para amanhã. Só para que amanhã possa realmente dedicar-lhe o tempo que ele merece e por inteiro, sem estar a pensar no trabalho que não ficou como eu queria. Esta é uma luta diária, comigo e com os outros. Ainda não consegui prescindir da sua defesa! :)

30 janeiro, 2005 17:11  
Blogger isa xana Diz...

muitas vezes quero fazer tudo rapidamente. outras vezes concluo que é melhor ser mais calma e rápida para aproveitar cada momento. não tenho um ritmo certo. acredito que o melhor ritmo é aquele que nos faz mais felizes e completos. quer seja fast quer seja slow.
jinhus

30 janeiro, 2005 18:56  
Blogger uivomania Diz...

Depressa e bem não há quem! Comer devagar, mastigar, saborear, reflectir no nosso alimento, é sem dúvida fundamental. Do que comemos depende a qualidade do nosso sangue do nosso pensamento e por isso da nossa acção. Quando o conceito de alimento se torna mais abrangente e tomamos em consideração a alimentação que ingerimos pelos olhos, pelos ouvidos, pelas narinas, pela pele...
quando compreendemos que ao ler um livro ao ver um filme, ao ouvir uma música, uma conversa, ao cheirar um odôr... nos estamos a alimentar... abrem-se novas perspectivas. Daí que, este movimento do "comer devagar" tenha pano para mangas! Os naturistas clássicos, insistiam na coisa e, George Oshawa (que se pode considerar o fundador da filosofia macrobiótica), deu-lhe um ênfase particular, chegando mesmo a falar de uma nova revolução, desta feita biológica...

31 janeiro, 2005 04:33  
Blogger tounalua Diz...

Ana, não resisti a fazer uma chamada de atenção para este seu post, lá na minha lua. Espero que isso não lhe desagrade. Acho mesmo fundamental chamar a atenção para o saborear do tempo, a mim própria também.
Obrigada

31 janeiro, 2005 07:31  
Blogger Ana Diz...

Tounalua, não só não me importo como agradeço, acho que este texto devia ser lido por todas as pessoas, na sua impossibilidade ;), quantas mais o lerem melhor.
O meu obrigada
Besitos

31 janeiro, 2005 13:50  
Anonymous fruta vida Diz...

Fruta vida is an amazing drink that is now widely available in the USA and Canada showing remarkable abilities to assist the cure of natural ailments such as diabetes and many other every day illness's. Just read the testimonial from takers of this drink and the specialist's opinions will speak for themselves - try it! www.fruitavida.biz

10 janeiro, 2006 10:17  
Anonymous Anónimo Diz...

Aprendi muito

20 novembro, 2009 01:16  

Enviar um comentário

<< Inicio